CADÁVER POÉTICO #1

Inspirações de:

Li Alves

Vasco MAIO

Cristóvão Campos

«Os surrealistas portugueses recuperaram o cadáver esquisito, assim como outros jogos sujeitos às regras do automatismo e da actividade colectiva, directamente do movimento francês, e praticaram-nos activamente, tanto em expressões plásticas como literárias, indo do desenho a quadros de grandes proporções, e da simples frase ao poema extenso. »